Newsletter
Receba novidades, direto no seu email.
Assinar
Tecnologia
Tecnologia 27 de março de 2024

St Marche investe em inteligência artificial para diminuir o desperdício de alimentos frescos

Estratégia evita excessos ou rupturas de frutas, legumes e hortaliças

O St Marche, rede de supermercados com mais de 30 lojas em São Paulo, anunciou uma parceria com a startup de inteligência artificial (IA), Aravita, para a criação de estratégias que evitem excessos ou rupturas de produtos frescos, como frutas, legumes e hortaliças, o que resulta em custos desnecessários e perda de vendas para a companhia.

LEIA TAMBÉM

O piloto da solução ocorre em algumas das lojas da rede, com produtos específicos e relevantes do portfólio de alimentos frescos, como banana e batata, mas, de acordo com a rede supermercadista, até o fim do primeiro semestre a tecnologia estará rodando em todas as lojas do grupo, incluindo o Santa Maria, empório que faz parte do Grupo Marche, e conta com duas unidades em São Paulo, totalizando 33 lojas com a nova tecnologia.

Eliane Souza Nascimento, diretora de Supply do St. Marche, diz que escolheu a solução pois viu um novo olhar sobre um problema antigo do varejo. "As categorias de perecíveis, especialmente o hortifrúti, são muito estratégicas, pois levam os consumidores para as lojas e garantem fidelização. Por outro lado, a gestão da categoria é extremamente complexa pois diversas variáveis influenciam na demanda, na gestão de estoque e na cadeia de abastecimento. A especialização da Aravita nesse tipo de produto, além da utilização de tecnologias de IA, fundamentaram a escolha pela parceria", analisa. “É importante destacar que os dados ainda são preliminares e dizem respeito a testes com amostras específicas. Ainda assim, estamos muito otimistas”, complementa.

Eliane ainda explica que as aplicações de IA, machine learning e deep learning no varejo e no supply chain trazem um diferencial. “Já havíamos testado outras soluções. O fato de utilizarmos dados internos e externos, além de inputs dos usuários, faz com que os algoritmos da IA reflitam, de fato, a realidade das lojas. O piloto ainda está em fase inicial, mas os primeiros testes nos dão indicativos de que estamos no caminho certo".

Entenda como funciona a tecnologia

A IA concilia informações internas da rede varejista na gestão dos alimentos frescos, como histórico de vendas, planejamento de promoções e dados da realidade das lojas com outras diversas variáveis externas como sazonalidade, datas especiais e feriados, clima, cenário econômico, preço na concorrência, entre outras. “A tecnologia de previsão de vendas considera essas inúmeras variáveis, além de modelos com aprendizado por reforço, para gerar a melhor combinação de ordens de compra”, explica Aline Azevedo, diretora de Produtos da Aravita.

Comentários(1)
carlos ribeiro
28 de março de 2024 às 14:04

sou carlos da ramagem, Decoraçao Para Supermercados, de Bauru, Parabens Loja Linda...

Responder
Deixe seu comentário