A pandemia tornou diversas operações de varejistas mais dinâmicas, equipando funcionários com tecnologia e digitalizando processos para reter clientes, reduzir custos e inovar. Um dos grandes destaques do período que promete ser uma tendência nos próximos anos é o trabalho com operações utilizando Soluções de SaaS — termo em inglês que designa um modelo de software baseado no sistema de nuvem —, de analítica, comunicação e administração de tarefas e autoatendimento que garantem total visibilidade do que está acontecendo no negócio, assim como dos fatores externos que o impacta.

Além do ganho em eficiência, ferramentas do tipo aumentam a moral e a retenção de colaboradores, o que é essencial em momentos de alta demanda como o enfrentado pelos varejistas em datas como Black Friday e Natal e mesmo em situações inesperadas, como quando a pandemia fechou lojas e levou mais fluxo para o e-commerce. Segundo o vice-presidente de vendas da Zebra Technologies no Brasil, Vanderlei Ferreira, essas tecnologias têm em comum o fato de colocarem os colaboradores em primeiro lugar, não apenas tornando-os mais eficientes, mas também profissionais mais satisfeitos.

“Mesmo que a gestão da força de trabalho sempre tenha tido prioridade nas empresas, nesta nova era, o uso de tecnologia eleva sua eficiência e, por incrível que pareça, traz mais empatia e individualidade para a disciplina. A busca por evolução e desenvolvimento é constante para negócios que querem atender bem ao cliente e crescer. Uma força de trabalho saudável e satisfeita é parada obrigatória para quem quer traçar esse caminho de sucesso”, reflete Ferreira.

A chave está em ajudar os times a concluir tarefas críticas, administrando tempo e pendências de maneira eficiente e garantindo que as equipes não se desgastem com excesso de trabalho, o que pode levar a síndrome de burnout, afastamentos por motivos de saúde e até pedidos de demissão.