Notícia 15:14 - 12 de agosto de 2019

O Walmart Brasil anunciou hoje (12/08) mudança de nome da bandeira para Grupo BIG e investimentos de mais de R$ 1,2 bilhão nos próximos 18 meses, para modernização e ampliação de lojas. Além disso, o novo planejamento foca nos formatos cash & carry (atacado de autosserviço e atacarejo) e clube de compras.

A reformulação ocorre um ano após a compra de 80% da operação do Walmart no Brasil pelo fundo de investimentos Advent International - – empresa que já investiu em mais de 30 negócios brasileiros, como Easynvest, Kroton, Estácio e Grupo Fleury. A venda foi resultado da concorrência acirrada no mercado imposta pelo Pão de Açúcar e Carrefour, fazendo a filial apresentar prejuízo em sete dos dez anos anteriores à negociação.

De acordo com o presidente da companhia, Luiz Fazzio, a decisão de mudança foi difícil pela referência que os brasileiros tinham do negócio nos Estados Unidos. “Eu tenho uma marca global de sucesso absoluto que é o Walmart, mas que no Brasil nunca foi a mesma coisa que lá fora. A sensação que tenho é que as pessoas sempre esperaram que isso acontecesse, e ficaram com essa expectativa na cabeça”, explica.    

O fim do uso da marca Walmart ainda tem razões econômicas, já que a empresa pagava royalties mensais aos estadunidenses para manter o nome, de acordo com apuração do Valor Econômico. Apesar do efeito positivo na margem de lucro, a marca Sam’s Club – pertencente ao Walmart – continuará sendo mantida por royalties de 0,7% das vendas.

Dessa maneira, o Grupo BIG inicia uma gestão 100% local, com foco na operação nacional e composta por executivos especializados em varejo. O movimento visa maior aproximação da empresa com os clientes de todo o Brasil.

A companhia também iniciou o projeto Maxxi Atacado, com o objetivo de aumentar a participação no atacarejo. Anunciado no primeiro semestre, o plano abrange mudança de posicionamento da marca, a transformação estrutural e tecnológica das 43 unidades em todo o Brasil, crescimento de 40% do sortimento e a conversão de 10 lojas de hipermercado em atacarejo.

Quanto aos hipermercados, a empresa optou por marcas regionais, que resgatam o vínculo emocional com os consumidores. As lojas de hipermercado Walmart nas regiões Sul e Sudeste passarão a se chamar BIG, enquanto no Nordeste, todos os hipermercados serão BIG Bompreço. Além disso, a companhia efetuará a renovação de lojas em todo o país, ampliação de 30% do sortimento e uma nova estratégia comercial e de preços. Até junho de 2020, a expectativa é concluir a reforma de 100 hipermercados, fazendo com que a marca Walmart deixe de existir no país.

Já o clube de compras Sam’s Club terá, em um período de um ano, dez novas lojas. A primeira será inaugurada no início desse segundo semestre e, até o final do ano, mais três unidades serão abertas. Esse movimento faz parte do projeto de conversão de hipermercados em Maxxi Atacado e Sam’s Club.

Até o fechamento desta matéria, a equipe de reportagem da SuperVarejo não teve retorno da assessoria de imprensa da companhia para comentar o assunto.

Crédito/foto: Internet


Veja também