Notícia 10:41 - 08 de abril de 2020

A renovação do isolamento social pode fazer com que muitos consumidores retornem aos supermercados nos próximos dias, avalia a mestre em Economia Aplicada e especialista setorial em Serviços ao Consumidor da Lafis Consultoria, Fernanda Rodrigues de Oliveira (foto ao lado). “Acredito que haverá uma nova onda de consumo nos supermercados nos próximos dias, com o objetivo de repor o estoque de alimentos e itens de primeira necessidade das famílias.”

No Estado de São Paulo, as medidas de restrição foram iniciadas em 24 de março e, agora, estão prorrogadas até 22 de abril, conforme anunciado pelo governador João Doria (PSDB). “Esse cenário poderá levar a uma nova corrida aos supermercados para reposição dos estoques, com as famílias mantendo o foco em itens de mercearia, alimentos não perecíveis e produtos de limpeza e higiene pessoal”, contextualiza Fernanda.

A economista avalia que esse novo processo de abastecimento tende a ser “em um volume inferior ao observado nas primeiras semanas do mês de março”, levando a uma posterior retração no consumo. Esse mesmo comportamento foi observado ao longo do mês de março, com oscilação no volume de vendas entre as semanas anteriores e posteriores aos decretos de isolamento social.

 


Veja também