Notícia 14:38 - 23 de setembro de 2021

As lojas físicas são fundamentais e nunca vão desaparecer: isso é um fato! Mas ficou claro que a digitalização veio para ficar pós pandemia e isso não é mais uma questão de escolha. Tanto é que 50% dos supermercados já entenderam isso e estão investindo em operação online (no ano passado eram menos de 30%).
 

Muitos consumidores descobriram a praticidade nas compras online (mais de 33% de acordo com a pesquisa da UOL) e vão continuar fazendo isso. Claro, tem perfil para tudo: aqueles que gostam de ir até a loja, e aqueles que preferem a agilidade e comodidade do online para evitar filas no caixa, stress no estacionamento, entre outros.

Isso tudo significa que as lojas físicas precisam estar vivas e preparadas para esses consumidores que amam estar presentes fisicamente, e mais do que isso, para ser um elo da cadeia de venda, passando a funcionar de maneira unificada junto com o digital.

Veja aqui a opinião do Henrique Riechel Kogut - atual gerente de E-commerce no Nagumo sobre a rentabilidade:
 

 


A partir disso, podemos dizer que as 6 top estratégias para trazer rentabilidade no digital são:

1 - Saber exatamente qual produto oferecer para cada cliente

Você precisa conhecer o seu cliente, ter dados dele e saber exatamente o que ele precisa. Se você não tiver uma plataforma com inteligência, com CRM, você provavelmente venderá shampoo para careca (rs, brincadeiras à parte, o produto não terá fit com o comprador). 

Com esse conhecimento, além de conseguir direcionar corretamente seus anúncios e vendas, você terá insumos para gerar mais engajamento com os seus clientes. Sabendo das preferências e histórico dos clientes será possível oferecer promoções específicas mais atraentes e sugestões de upsell complementares para aumentar o seu ticket médio.

2 - Adequar os preços certos para cada canal 

Faça estudos sobre o consumidor antes de qualquer definição! Teste, erre e acerte. Nem sempre é necessário praticar os mesmos preços para todos os canais! 

3 - Ter o produto que o cliente deseja 

Controle seu estoque com ajuda de tecnologia para não ter ruptura. E se faltar o produto desejado, não perca a venda! Ofereça um produto substituto que faça sentido e/ou dê opções para que o seu cliente escolha.

4 - Fazer entrega rápida e permitir que o consumidor acompanhe o status do pedido

O consumidor final quer o produto “para ontem” e tem a necessidade de acompanhar o pedido em tempo real, desde o momento em que sua entrega sai, até quando chega em sua porta. Tenha uma plataforma que te ajudará nesse quesito! Isso será essencial!

5 - Buscar parceiros confiáveis de tecnologia para ter uma operação online bem definida

Ter e-commerce especializado em varejo alimentar e mais do que isso, ter uma plataforma de logística (last mile) para seu próprio delivery, assim você opera de forma eficiente na hora da separação (dentro da sua loja, CD ou darkstore), gerencia cada etapa do processo e controla a entrega, trazendo assim, uma melhor experiência para o seu consumidor final e consequentemente, fidelizando-o. 

6 - Mudar o mindset dos colaboradores/ implantar nova cultura

É necessário envolver todos os colaboradores na transformação digital da sua companhia. Utilize os parceiros de tecnologia para isso como ferramenta de treinamento. Um novo projeto digital não é somente do TI ou do time de e-commerce, e sim da empresa como um todo.

Entre em contato com a Instaleap e entenda como essa tecnologia pode te ajudar!

O Grupo SUPER ABC possui parceria com essa empresa e também afirma que é rentável, já tiveram redução de corte de produto: de 7% para 0% em menos de 1 mês.
 

Sobre a Instaleap - Empresa de tecnologia americana recém-chegada no Brasil, com grande experiência no exterior, apoia operações de entrega de supermercados com uma plataforma SaaS de logística de última milha. A solução apoia desde a eficiência de separação de pedidos, empacotamento, até a entrega, gerando melhor experiência de compra para o cliente. A tecnologia gera dados de cada etapa para garantir o controle e melhoria contínua dos processos. 

Desde seu início é impulsionada pela Movile (investidora do iFood) e possui parceria com Cubo Itáu e Endeavor. Com atuação global, a organização conta com clientes (grandes varejistas da América Latina e Europa) como: Walmart, Zaffari, Super Nosso, Super ABC, Jerónimo Martins, HEB,  Falabella, e muitos outros em 10 países.

 
 

Veja também