A BRF, companhia de alimentos, iniciou o teste para aprimorar a gestão de resíduos em suas filiais de grãos no Brasil. Alinhado aos compromissos de Sustentabilidade da companhia, o projeto piloto contempla 14 unidades e prevê o reaproveitamento de materiais que seriam descartados em uma das etapas do processamento, evitando o desperdício.

Como a BRF comercializa cerca de 6,5 milhões de toneladas de grãos por ano — destinados a alimentação animal de sua cadeia —, os grãos são transportados do campo até as filiais de beneficiamento da companhia e o processamento consiste nas etapas de: classificação, limpeza, secagem e armazenamento. Por meio da nova ação, os resíduos gerados na etapa de limpeza podem ser destinados à geração de energia das fornalhas, onde se realiza a etapa de secagem dos grãos.

“É uma ação inovadora no setor que, além de estar conectada ao meio ambiente, também gera economia. Com a iniciativa, os resíduos sólidos, que até então geravam custo de destinação, passarão a ter valor agregado. Estamos fortemente focados em iniciativas ESG, em parceria com a Diretoria de Sustentabilidade da Companhia”, afirma Gilson Ross, diretor de Operações e Compras de Commodities da BRF.

A iniciativa integra a agenda de sustentabilidade que envolve a cadeia de grãos da companhia, além da Política de Compra Sustentável de Grãos, a rastreabilidade na originação e no compromisso Net Zero (sem emissões de gases de efeito estufa) até 2040. “Ter uma gestão sustentável faz parte do nosso dia a dia. Temos grande preocupação com questões socioambientais e seguiremos focados em inovar nos nossos processos de beneficiamento, e fazer melhor, cada vez mais”, enfatiza a diretora de Sustentabilidade da BRF, Mariana Modesto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *