Volta às aulas

Volta às aulas

O assunto em pauta atualmente no varejo são as vendas de final do ano, mas como a programação nos supermercados deve ser antecipada, já é preciso pensar no período do Volta às Aulas 2016, que deve movimentar a papelaria das lojas no começo do próximo ano.

De acordo com o Calendário de Promoções da SuperVarejo, o início do mês de novembro deve compreender o planejamento dos supermercados para a sazonalidade. E esse planejamento engloba uma série de ações, que vão desde as compras até a exposição dos itens, para que esteja tudo preparado para aproveitar esse momento.

“Os produtos devem estar expostos e bem negociados em dezembro”, aponta a mestre em comportamento do consumidor e sênior manager da Accenture, Fatima Bana. Ela, que também é consultora de varejo, explica que a programação deve compreender o mapeamento de escolas da região da loja para a elaboração do sortimento, que deve contar também com os produtos de alto giro da época. Entre os itens que não devem faltar, ela cita cadernos, fichários, kits de arte e pintura, além de mochilas e estojos.

O supermercadista terá ainda o desafio de conquistar o público no Ponto de Venda no atual momento da economia brasileira, como indica Fatima. “Precisamos lembrar que todos ficam muito ansiosos nessa época do ano, e em tempos de retração da economia, isso aumenta. Então é preciso preparar o PDV pensando em todas essas novas vertentes.”

A sugestão para o PDV, segundo a consultora de varejo, é trabalhar com displays prontos e atraentes, que despertem o emocional dos pais e das crianças, com cenografia interativa e cores vibrantes. A proposta deve incluir elementos lúdicos e modernos, mas sem confundir o shopper no momento da compra.

A ambientação da loja, porém, não deve se limitar apenas ao ponto natural da exposição dos itens correlatos ao Volta às Aulas, ensina Fatima. “Como é uma época de grande atração, vale ter comunicação por toda a loja, principalmente em áreas que possuem relação com os produtos em questão, a exemplo da seção de produtos infantis”, destaca. Ela acrescenta que o varejo deve aproveitar do conhecimento da indústria, que está preparada para esse momento, para trabalhar com as inovações de comunicação.

Um fato importante que Fatima destaca é que os decisores de compra desses produtos, que não é quem usa o material, fazem muita pesquisa antes de efetuarem as compras dos itens. Por esse fato, a comunicação deve se estender além da loja, e constar em tabloides, sites, redes sociais, além de e-mails marketing do supermercado para impactar o público do estabelecimento. 

Para finalizar, Fatima explica que as ações focadas no Volta às Aulas devem ser iniciadas na loja em meados de dezembro e seguirem até fevereiro. “É importante ressaltar que o material escolar é vendido ao longo do ano e não se deve deixar essa categoria descoberta na loja”, finaliza.

por Nathalie Gutierres      nathalie.gutierres@supervarejo.com.br


menu
menu