Tecnologia na solução de problemas no varejo

Tecnologia na solução de problemas no varejo

por Mirella Scattolin

Na última quinta-feira (05/10), um encontro entre representantes do varejo marcou o lançamento da 4ª edição da Conferência The Everywhere Store (TES) e promoveu a troca de experiência na solução de problemas entre varejistas de diferentes segmentos e que podem ser solucionados por meio da tecnologia na operação das lojas. Na ocasião, houve também palestras de especialistas do setor, acadêmicos e empreendedores.

Marcelo Tupan, COO da Tlantic no Brasil

O evento foi mediado pelo COO da Tlantic no Brasil, empresa multinacional especializada em soluções de varejo, Marcelo Tupan, e contou com depoimentos de representantes do varejo que utilizaram plataformas como MRS (Mobile Retail Suite) e WFM (Workforce Management) para a resolução dos problemas encontrados em suas lojas.

“É uma ótima oportunidade debater as dores mais comuns que varejistas sentem nas suas operações e formas de como solucioná-las, de varejista para varejista. A constante inovação do setor nos obriga a tentarmos estar sempre um passo à frente”, ressaltou Tupan.

Os cases foram focados nas próprias experiências de cada profissional, principalmente sobre como as jornadas de transformação operacional têm levado suas empresas ao crescimento e expansão.

Rodrigo Machado, Gerente de Planejamento Estratégico da Companhia Sulamericana de Distribuição

O gerente de planejamento estratégico da Companhia Sulamericana de Distribuição, Rodrigo Machado, foi um dos palestrantes e comentou como a rede de supermercados, que surgiu através da fusão entre os Supermercados São Francisco e Cidade Canção, adotou a transformação operacional e foi ao encontro com as reais necessidades dos clientes.

“A gente tomou a decisão por fazer essa mudança nessa área quando a gente percebeu que precisávamos ter o cliente como foco, e ter o cliente com uma experiência ótima ou excelente de compra dentro das nossas lojas. A gente percebeu e captou os pontos onde nós achávamos que o cliente sentia ou percebia valor por nosso negócio, que é ter o produto na gôndola, no momento certo e no preço adequado”, comentou.

Sílvia Araujo, Diretora Administrativa da Drogaria Araujo

Representando o setor de drogarias, a diretora administrativa da Drogaria Araujo, Sílvia Araujo, também comentou as mudanças operacionais que aconteceram como um piloto em algumas lojas antes de serem atribuídas às 160 unidades espalhadas por Belo Horizonte (MG).

“Primeiro nós olhamos pra os nossos funcionários. Quem são essas pessoas, como elas estão alocadas e que horas que elas estão lá. Aí nós conhecemos a Tlantic e começamos um trabalho com eles usando o WFM. Depois desse primeiro momento, nós fomos entender como que era o comportamento do cliente. E através dos gráficos nós entendemos que a disposição dos funcionários estava acontecendo de forma equivocada. Então, essa ferramenta trouxe um ganho para nós. O tíquete médio que a gente tinha com o vendedor era de R$ 46,00. Agora, depois da ferramenta, nós temos a média de R$ 48,40. Um vendedor nosso vendia 4,1 vezes mais do que o autosserviço. Com a ferramenta a gente pulou para 5 e a qualidade da venda subiu substancialmente”, afirmou.

Realizado há 4 anos, o evento já passou por cidades como Porto, Madri e Nova Iorque. O TES também incentiva o empreendedorismo no varejo, por meio do Retail Startup Awards for Game Changers, uma premiação para startups que ocorre durante o encontro anual. A comunidade tem o apoio e curadoria Tlantic, junto ao Instituto Kaizen, além de contar com parcerias importantes com escolas de negócios internacionais e pesquisadores do ecossistema varejista mundial.

A nova edição será realizada no dia 13 de janeiro de 2018, novamente em Nova Iorque e um dia antes da NRF Retail’s Big Show, maior evento de varejo do mundo.


menu
menu