Supermercados paulistas têm maior faturamento dos últimos cinco anos

Supermercados paulistas têm maior faturamento dos últimos cinco anos

O faturamento do setor supermercadista paulista fechou positivo em 2018, com o Índice de Vendas dos Supermercados (IVS) tendo alta de 2,32%  no quesito de mesmas lojas. Com isso, o faturamento nominal do estado ficou em R$ 103 bilhões. O anúncio foi feito pela Associação Paulista de Supermercados (APAS) nesta quinta-feira, 07/02, na sede da entidade.

Apesar deste resultado, o melhor dos últimos cinco anos, a APAS tinha previsto no início do ano um crescimento de 2,5% a 3%, o que não se concretizou ao final de dezembro.

Em relação à inflação mensurada pelo Índice de Preços dos Supermercados (IPS), calculado pela APAS e FIPE, houve impacto por dois fatores principais: a greve dos caminhoneiros, que fez o IPS disparar em junho, e a alta do dólar. Por conta disso, a inflação dos supermercados encerrou 2018 em alta de 4,33%, ou seja, 0,33% acima da projeção da APAS, que era de 4%.

Outro fato que ficou abaixo do esperado foi a geração de empregos, uma vez que foi prevista a criação de 12 mil vagas para o ano, mas o resultado ficou em apenas 5.133 novos postos de trabalho.

De acordo com a entidade, os principais motivos que levaram a estes números tão abaixo do previsto foram a baixa confiança do empresariado supermercadista devido ao período conturbado pelo qual o país enfrentou, com denúncias de corrupção, greve dos caminhoneiros, indecisão eleitoral até o último trimestre e ausência de aprovação das reformas, como a previdenciária. O freio na abertura e na reforma de lojas, ou em projetos de expansão, culminou em menos contratações e no resultado abaixo da expectativa.

Horizonte positivo para 2019

Os empresários do setor supermercadista começaram 2019 acreditando no futuro, conforme aponta pesquisa realizada pela Associação. O índice de confiança continua muito alto, o maior desde 2015, e apresentou 52% de otimismo. O pessimismo continua em um patamar muito baixo, com apenas 16%.

Os tópicos que demonstram mais confiança do setor são as vendas, com 90% dos supermercadistas otimistas com o crescimento. Este positivismo faz com que 50% dos empresários pensem em contratar mais funcionários em 2019.

“Posso dizer que 80% dessa visão positiva projetada para este ano está relacionada ao governo federal, que pode investir em ações que venham a contribuir com essa perspectiva”, afirmou o presidente da APAS, Ronaldo dos Santos, acrescentando que tanto a reforma da previdência quanto a reforma tributária devem contribuir com o cenário positivo.

A entidade projeta que o faturamento do setor no estado deva registrar neste ano aumento de 2,7% a 3,1%, resultando num total de R$ 105 bilhões no ano, enquanto que o IPS (relacionado aos preços), deva ter alta de 3,5% a 4,5%. A geração de empregos deve estar em um patamar acima do registrado em 2018, com previsão de 9 mil vagas.


menu
menu