Sortimento e estratégia

Sortimento e estratégia

Rogério Gatti – Editor

Amigo leitor,

analisando o comportamento do consumidor durante o primeiro semestre deste ano podemos perceber que ele manteve a racionalidade de suas escolhas, característica adquirida ainda durante o período alto da crise econômica entre 2015 e 2016.

Isso reflete diretamente na manutenção dos itens que constituem a cesta de compras do consumidor. A partir desse cenário, alguns desafios se apresentam aos supermercadistas.

O primeiro e fundamental é escolher muito bem o sortimento que irá compor as gôndolas da loja. É importante não deixar de ter o produto ‘que vende’ e os geradores de tráfego.

Essa estratégia do mix também pode ser utilizada para atrair novos públicos para a loja, a partir de uma linha de produtos que ainda não são ofertados de forma consistente.

Contudo, é importante que qualquer inovação em termos de produtos seja sustentada por um propósito. Por exemplo, não adianta apenas colocar produtos orgânicos ou um mix de cereal a granel, é necessário uma decoração que esteja de acordo, opções que facilitem a vida do cliente, como embalagens menores, e, principalmente, serviços que agreguem valor.

Lembre-se da metáfora entre empresário e empreendedor. O empresário compra 5 laranjas por R$ 1 e vende por R$ 2. O empreendedor compra 5 laranjas por R$ 1, faz um suco com 3, descasca meia laranja e porciona, com o restante faz um bolinho, coloca tudo isso em uma embalagem bonita e prática e vende por R$ 15. É preciso entender em quais situações você deve atender o seu cliente como empresário e quando precisa ser empreendedor. Assim, você estará presente em todos os momentos de compras dele.

Boa leitura e ótimos negócios.


menu
menu