Setor supermercadista acumulou alta de 1,25%

Setor supermercadista acumulou alta de 1,25%

As vendas do setor supermercadista em valores reais apresentaram alta de 1,25% em 2017, ante o mesmo período do ano anterior, segundo o Índice Nacional de Vendas ABRAS, elaborado pelo Departamento de Economia e Pesquisa. Em dezembro, as vendas – deflacionadas pelo IPCA/IBGE – registraram alta de 20,42% na comparação com novembro e alta de 2,55% em relação ao mesmo mês do ano de 2016.

Em valores nominais, as vendas do setor obtiveram crescimento de 20,95% em relação a dezembro e, quando comparadas ao mesmo mês do ano anterior, alta de 5,58%. No acumulado do ano, as vendas cresceram 4,75%.

Abrasmercado

No mês de dezembro, a cesta de produtos *Abrasmercado, pesquisada pela GfK e analisada pelo Departamento de Economia e Pesquisa da ABRAS, cresceu cerca de 1,01%, passando de R$ 444,54 para R$ 449,02. Já no acumulado do ano, de janeiro a dezembro, a cesta apresentou queda de 7,05%.

Produtos como cebola, pernil, queijo mussarela e feijão foram os grandes responsáveis pelas maiores altas de preço no mês de dezembro. Já as maiores quedas foram nos itens: farinha de mandioca, massa sêmola espaguete, tomate e carne traseiro.

Já por região, a Sul apresentou a maior alta nos preços (1,98), chegando a R$ 505,45, em dezembro. A maior queda no valor da cesta foi registrada na Região Centro-Oeste (-0,80%), que custou, no mesmo mês, R$ 399,48.

*Abrasmercado não é a cesta básica, mas, sim, uma cesta composta por 35 produtos mais consumidos nos supermercados: alimentos, incluindo cerveja e refrigerante, higiene, beleza e limpeza doméstica.


menu
menu