Recuperação de crédito sofre queda de 2,3%

Recuperação de crédito sofre queda de 2,3%

O indicador de recuperação de crédito – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base da Boa Vista SCPC – registrou queda de 2,3% na variação acumulada em 12 meses (setembro de 2016 até agosto de 2017). A variação mensal com dados dessazonalizados apresentou aumento de 4,5% em comparação ao mês de julho. No acumulado no ano houve queda de 1,9% na recuperação de crédito. Na análise interanual (mesmo mês de 2016) houve queda de 5,2%.

Regionalmente, na comparação em 12 meses observou-se alta apenas na região Sul (4,9%). Já a região Norte configurou uma negativa de 10,9%, enquanto o Centro-Oeste e o Nordeste registraram -6,7% e o Sudeste ficou com -0,9%.

Apesar do aumento mensal ocasionado pela forte alta das regiões Sul e Sudeste, 12,7% e 7,7%, respectivamente, a média brasileira de recuperação de crédito aprofundou a tendência de queda quando observados os dados acumulados em um ano.

Ainda assim, o quadro de inadimplência na economia permanece com poucas mudanças, visto que o crescimento do fluxo de registros de consumidores inadimplentes, nos últimos meses, também permanece em níveis próximos da estabilidade.


menu
menu