PIB cresce 1,0% em 2017 - SuperVarejo
PIB cresce 1,0% em 2017

PIB cresce 1,0% em 2017

Após dois anos consecutivos de retração, o Produto Interno Bruto (PIB) registrou a primeira alta e cresceu 1% em 2017. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (01/03) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em valores correntes, o PIB no ano passado foi de R$ 6,6 trilhões.

Apesar do baixo avanço, esse crescimento tem grande significado para o Brasil, conforme analisou o presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Junior. “A alta do PIB é pequena na comparação com períodos pré-recessão, mas não está concentrada em um único setor e consolida o processo de recuperação, preparando as condições para um crescimento mais robusto nesse ano de 2018”, avaliou.

Segundo a coordenadora de contas nacionais do IBGE, Rebeca de La Rocque Palis, o grande impulsionador do PIB do ano anterior foi o agronegócio, que avançou 13% em 2017, puxado por safra recorde. “Em tese, o crescimento seria de 0,3% (sem o agronegócio). Mas temos que lembrar que a agropecuária tem influência em todos os outros setores”, destacou.

Segundo informações do portal G1, o consumo das famílias avançou 1% no ano passado e também contribuiu para a recuperação da economia. “Quando a gente olha, sob a ótica da despesa, comparando 2017 a 2016, o que mais chama a atenção é o consumo das famílias. De uma queda de 4,3% no ano anterior, ele cresceu 1% e foi o principal responsável pela reversão do PIB”, disse Rebeca.

O resultado mostra que a economia brasileira começou a se recuperar no ano passado, mas ainda não repõe as perdas da atividade econômica na crise. Em 2016 e 2015, o PIB recuou 3,5% ante o ano anterior, na maior recessão da história recente do país.

No quarto trimestre, o PIB cresceu 0,1% em relação ao trimestre anterior, na quarta alta consecutiva nessa base de comparação. Frente ao mesmo período de 2016, o avanço foi de 2,1%.

O PIB per capita, que é definido como a divisão do valor corrente do PIB pela população residente no meio do ano, cresceu 0,2% no ano passado, alcançando R$ 31.587, já considerando a inflação.


menu
menu