Países importadores intensificam inspeções na carne brasileira

Os países importadores de carne bovina brasileira da América do Norte, Europa e Ásia intensificaram as inspeções nos produtos. A ação foi tomada como medida de proteção para seus consumidores, após a Polícia Federal brasileira investigar os frigoríficos envolvidos na Operação Carne Fraca, deflagrada em março.

A Agência Canadense de Inspeção de Alimentos (CFIA) anunciou na última quarta feira (28/06), que os padrões mais rígidos de inspeção resultaram em verificações em quase todos os produtos enviados do Brasil. Segundo informações publicadas pelo portal G1, os novos protocolos envolvem a inspeção completa da carne, incluindo, testes para agentes patogênicos e resíduos químicos.

No continente europeu, as autoridades agora conduzem testes físicos em todas as importações dos produtos de origem animal do Brasil, realizando testes em laboratórios em 20%, ao custo do importador, segundo um documento publicado pelo Conselho de Importação da União Europeia no início de junho. A UE exige verificação microbiológica em aves e outras carnes antes de serem embaladas e enviadas.

Na Ásia, Hong Kong aumentou a supervisão sobre os produtos bovinos e frangos brasileiro, incluindo amostragem para deterioração de carne e outras preocupações de segurança alimentar. Um total de 369 amostras tiveram resultados satisfatórios em testes realizados.


menu
menu