O Boticário lança primeiras fragrâncias feitas com ajuda de Inteligência Artificial

O Boticário lança primeiras fragrâncias feitas com ajuda de Inteligência Artificial

O Boticário apresentou, em um evento em Nova York, as primeiras fragrâncias do mundo desenvolvidas com a ajuda de Inteligência Artificial, que serão lançadas pela companhia no ano que vem. Tendo especialidade em perfumaria, a rede uniu a química e tecnologia com a Symrise (casa de fragrância) e a IBM Research. Pela primeira vez na história, uma fragrância combina emoção e automatização – o nariz do homem e o cérebro do sistema.

“Queríamos criar um produto direcionado para quem quer aproveitar a vida ao máximo. Algo bem característico da geração Millennial – que gosta de se jogar, sem medo de errar, e quer ser livre para fazer suas escolhas – das mais previsíveis às mais inusitadas. E que tivesse tudo a ver com o gosto do consumidor brasileiro, que fosse a melhor combinação para quem é curioso e adora viver novas experiências”, explicou o gerente de perfumaria do Boticário, Jean Bueno.

Os insumos foram dados à Symrise que usou a Phylira – a solução de Inteligência Artificial desenvolvida pela IBM Research para examinar as fórmulas, identificar padrões e mistura. O resultado inusitado foi de fragrâncias com cheiro de frutas, flores, doces, especiarias, madeiras e até pepino.

“O que parecia uma combinação totalmente improvável resultou em fragrâncias que surpreenderam até mesmo a nossa equipe e que só precisaram do nosso toque final no Boticário para ficarem totalmente prontas. É a alquimia perfeita entre homem e máquina, traduzida em perfumaria”, lembrou Jean. Com as essências em mãos, o time de Pesquisa e Desenvolvimento do Grupo Boticário refinou a combinação e chegou às duas primeiras fragrâncias no mundo criadas com a ajuda da IA.

O nome, embalagem e outras características das fragrâncias serão reveladas em meados de 2019, mas já foram testadas e aprovadas por especialistas no segmento.


menu
menu