Mercado online avança e reduz frequência de compra presencial nos supermercados dos EUA

Mercado online avança e reduz frequência de compra presencial nos supermercados dos EUA

O crescimento de lojas de varejo que atuam apenas no mercado online começou a fazer com que as lojas físicas percam sua posição como o destino principal para a compra de alimentos nos EUA. A constatação é do Instituto de Marketing em Alimentos (FMI, na sigla em inglês), apresentada durante evento sobre as tendências do shopper de supermercado.

A frequência de compras presenciais nos supermercados dos Estados Unidos teve uma queda de 2% ante o ano de 2016 nos Estados Unidos, como revelou recente pesquisa do FMI. Enquanto isso, as redes varejistas online tiveram um aumento de 6% na frequência de visitas desde o ano passado, o que significa que um em cada quatro consumidores preferem realizar as compras nesse modelo. Esse cenário representa um aumento de mais de 50% nos últimos dois anos.

“O comércio eletrônico está ganhando usuários substancialmente”, declarou o vice-presidente de comunicações do FMI, David Fikes.


menu
menu