Justiça suspende venda da Itambé à Lactalis

Justiça suspende venda da Itambé à Lactalis

Duas semanas após o anúncio da compra da Itambé pela francesa Lactalis, a Justiça suspendeu a operação nesta segunda-feira (18/12).

A decisão do Juiz Luis Felipe Ferrari Bedendi, da 1ª Vara Empresarial de São Paulo, interrompe a conclusão do processo de venda que se aproximava dos R$ 2 bilhões.

Segundo o portal Folha de S.Paulo, a Cooperativa de Produtores de Leite de Minas Gerais (CCPR) responsável por vender a Itambé para o grupo francês irá recorrer.

Quem moveu a liminar para o congelamento da operação foi a Vigor. A empresa que detinha 50% da Itambé até o começo deste mês, quando a CCRP (dona da outra metade da Itambé) exerceu seu direito de preferência de compra e ficou com 100% do laticínio mineiro.

Ainda de acordo com a Folha de S.Paulo, a Cooperativa anunciou a venda da totalidade da Itambé para a Lactalis, uma operação que a Vigor declarou como violação de acordo de acionistas, conforme o pedido de liminar aceitou pelo Juiz Bedendi. O acordo considerava que ambas as partes não poderiam negociar com concorrentes diretos.

A decisão desta segunda-feira suspende a venda dos 50% da Vigor na Itambé, para a CCPR e, por conseguinte, a venda total da Itambé para a rede francesa Lactalis.


menu
menu