Inflação deve ser menor em 2017 e 2018, mas PIB se manterá nesse ano, estima mercado

Inflação deve ser menor em 2017 e 2018, mas PIB se manterá nesse ano, estima mercado

Os economistas do mercado brasileiro voltaram a reduzir as estimativas de inflação para 2017 e 2018, porém, mantiveram a previsão de crescimento da economia do país para este ano. As informações foram divulgadas pelo Banco Central (BC) nesta segunda-feira (17/07), por meio do relatório Focus, que ouviu mais de cem instituições.

Para o comportamento do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado a “inflação oficial” do Brasil, os economistas baixaram a previsão de 3,38% para 3,29%, sendo a sétima queda consecutiva no indicador. Assim, é mantida a expectativa de que a inflação deste ano ficará abaixo da média central para o ano (4,5%).

Em relação a 2018, a previsão do mercado financeiro para a inflação caiu de 4,24% para 4,20%, na sexta redução consecutiva. O índice segue abaixo da meta central (igual à de 2017) e do teto de 6% fixado para o período.

Para o Produto Interno Bruto (PIB) de 2017, que é a soma de todos os bens e serviços feitos no país e que serve para medir o comportamento da economia do Brasil, o mercado manteve sua estimativa de crescimento em 0,34%. Para o próximo ano, a expectativa de avanço do PIB segue em 2%.


menu
menu