Exportações do agronegócio crescem 4,1%

Exportações do agronegócio crescem 4,1%

As exportações do agronegócio registraram crescimento de 4,1% em março ante o mesmo período do ano passado, enquanto as importações de produtos do setor tiveram queda de 6,9%. As informações foram divulgadas pelo Ministério da Agricultura e mostram que os números foram responsáveis por um balanço comercial positivo na ordem de US$ 7,79 bilhões. Os itens somaram um total de 45,2% das vendas externas brasileiras no mês.

Dentre os artigos exportados, carnes ocuparam a segunda posição no ranking, sendo bovina a principal nas vendas, chegando a US$ 591,97 milhões, recorde histórico para março. Em relação ao mesmo período do ano anterior houve incremento de 22,1%.

Já o frango sofreu retração de 9,7%, com US$ 580,59 milhões. Além da quantidade diminuir (1,6%), os valores médios do produto também reduziram (8,2%). Também houve queda nas vendas de carne suína (23,4%), decorrentes tanto da redução na quantidade embarca (7,8%) quanto do preço (16,9%).

Segundo informações do portal feed&food, no primeiro trimestre, as exportações brasileiras do setor atingiram US$ 21,47 bilhões, cifra que supera 4,6% o resultado do mesmo período de 2017. As importações recuaram 3,9% no período, devido a queda de 3,8% no índice de quantidade, enquanto o preço teve leve diminuição de 0,1%.

No acumulado dos últimos 12 meses houve elevação nas exportações e queda das importações, fazendo com que o saldo comercial do agronegócio aumentasse de US$ 71,07 bilhões entre abril de 2016 e março de 2017 e US$ 82,96 bilhões entre abril do ano passado e março deste ano.

Dentre os principais setores exportadores, neste período, estão soja (participação de 32,7%) e carnes (participação de 15,9%).


menu
menu