Em recorde histórico, Brasil soma 61 milhões de inadimplentes

Em recorde histórico, Brasil soma 61 milhões de inadimplentes

O número de inadimplentes no Brasil chegou a 61 milhões em maio de 2017, segundo o Indicador Serasa Experian de Inadimplência do Consumidor. Esse é o maior número da série histórica desde 2012, conforme divulgou a Serasa Experian. Somente no mês de maio, cerca de 900 mil consumidores ingressaram no cadastro de inadimplência. Para os economistas do Serasa, o desemprego e recessão econômica são os principais motivos para a alta do índice no Brasil. No mesmo mês do ano passado, o número de pessoas na lista de inadimplentes era de 59,5 milhões.

Além de restringir diretamente o acesso ao crédito e desorganizar a vida financeira das famílias, o ingresso e a manutenção do nome nos cadastros de proteção também contribuem para que o score de crédito (pontuação) do consumidor seja baixo – os pontos do Serasa Score são resultantes do relacionamento do consumidor com o mercado e vão de zero a 1.000. Cada caso é pontuado por diversos fatores, como pagamentos das contas em dia, histórico de dívidas negativadas, relacionamento com as empresas e dados cadastrais atualizados.

“Vale lembrar que cada caso é um caso: a elevação ou decréscimo do score após entrada ou saída da lista de inadimplentes dependerá de uma série de fatores, como valor da dívida, quantidade de parcelas em atraso e quanto tempo aquele CPF permaneceu na lista de inadimplência”, declarou a diretora do SerasaConsumidor, Carolina Aragão.


menu
menu