E-commerce deve faturar cerca de R$2,11 bi neste Dia dos Pais - SuperVarejo
E-commerce deve faturar cerca de R$2,11 bi neste Dia dos Pais

E-commerce deve faturar cerca de R$2,11 bi neste Dia dos Pais

O comércio eletrônico brasileiro deverá faturar R$2,11 bilhões no Dia dos Pais neste ano, alta nominal de 10% ante o mesmo período do ano passado, quando foi registrado R$1,94 bilhão, de acordo com a estimativa da Ebit|Nielsen, considerando a expectativa de compra dos consumidores no e-commerce de 28 de julho a 11 de agosto.

O número de pedidos pode apresentar uma alta expressiva de 24%, ou seja de R$ 4,2 milhões para R$ 5,2 milhões, mas espera-se que o  tíquete médio retraia 12%, de R$462 para R$408.

O head de E-commerce da Ebit|Nielsen, André Dias, destacou que essa é a maior variação no crescimento do número de pedidos no e-commerce desde 2014. “O consumidor optou por itens de tíquete médio menor, porém comprou mais no e-commerce. Esse é o indicativo positivo para o mercado”, disse.

A liderança dos itens mais comprados, que geralmente é dos smartphones, dessa vez foi superada por livros. Confira os 10 produtos mais comprados do e-commerce:

  1. Livros/ Apostilas para Concursos/ Cursos
  2. Celular e Smartphone
  3. Remédios
  4. Tênis
  5. Suplemento
  6. TV
  7. Perfume
  8. Pneu para carro
  9. Camiseta Masculina
  10. Vinho

Bebidas Alcoólicas

Por conta das comemorações de Dia dos Pais, o mercado online de Bebidas Alcoólicas também registra aquecimento. Além do vinho, que consta na lista do top 10 como opção para presentear, bebidas como vodka (96%)*, uísque (20%)* e cerveja (11%)* apresentaram crescimento entre os dias 01 e 07 de agosto, na comparação com o mesmo período do ano passado.

*percentual de aumento em comparação ao mesmo período de 2017

De acordo com dados da Nielsen, no mercado offline- considerando o grande varejo, os feriados como o Final do Ano, Carnaval e Black Friday são highlights de vendas para Bebidas. Contudo, para o Dia dos Pais, Destilados é destaque como ocasião de presente. Em 2017, apenas a semana festiva representou para o segmento uma média de vendas em valor 70% acima das demais, com foco principalmente em uísque e gin premium.

Para uísque, houve incremento de vendas em valor de  20%, em comparação com 2016, enquanto gin cresceu 400% dentro do período. “A ocasião acaba sendo um momento importante para fabricantes de destilados que apostam principalmente em packs com brindes e embalagens diferenciadas”, pontuou o líder da indústria de Bebidas da Nielsen Brasil, Thiago Torelli.


menu
menu