E-commerce cresce 7,5% e fatura R$ 21 bilhões no primeiro semestre

E-commerce cresce 7,5% e fatura R$ 21 bilhões no primeiro semestre

O e-commerce faturou R$ 21 bilhões no primeiro semestre deste ano, crescimento de 7,5% comparado ao mesmo período de 2016, quando foram registrados R$ 19,6 bilhões. O número de pedidos aumentou 3,9%, de 48, 5 milhões para 50,3 milhões, enquanto o tíquete médio registrou expansão de 3,5%, passando de R$ 403 para R$ 418. Os dados são do relatório Webshoppers 36, divulgado na última quarta-feira (23/08) pela Ebit, empresa de informações sobre o comércio eletrônico brasileiro.

De acordo com o levantamento, uma das principais causas para o aumento dos pedidos foi a queda dos preços dos produtos comercializados online. O Índice Fipe Buscapé, responsável por monitorar a evolução dos valores cobrados no e-commerce, aponta para deflação de 5,38% nos últimos 12 meses encerrados em junho de 2017.

Segundo informações do portal G1, para o segundo semestre a perspectiva é que as três grandes datas do calendário do varejo (Dia das Crianças, Natal e, principalmente, Black Friday) impulsionem as vendas. Para este semestre, a Ebit acredita que haverá um crescimento de 12% a 15%. Considerando os números deste primeiro semestre e a estimativa para o segundo, a empresa prevê que o mercado volte a registrar expansão de dois dígitos, atualizando para 10% a perspectiva de crescimento do mercado no acumulado do ano.

“No primeiro semestre de 2016, no auge da crise política e econômica, o número de pedidos registrou queda pela primeira vez na história, retraindo 1,8%. Nos primeiros seis meses deste ano, além da recuperação do crescimento, o e-commerce ultrapassou pela primeira vez a barreira de 50 milhões de pedidos”, declarou o diretor executivo da Ebit, Pedro Guasti.


menu
menu