Diversidade e novidade: O que o consumidor encontrará nas gôndolas?

Diversidade e novidade: O que o consumidor encontrará nas gôndolas?

Confira abaixo, na cobertura exclusiva da SuperVarejo, quais foram os destaque do Pavilhão Vermelho e o que de melhor aconteceu nos quatro dias da APAS Show 2018.

por Luciana Franco
fotos Moacyr Neto

Empresas inovam em produtos para cabelos, bebidas naturais, comidas prontas e snacks que facilitam a vida do consumidor. Muitos expositores apostaram no evento para fortalecer a presença de suas marcas no varejo, ampliar o relacionamento com seus clientes e, claro, mostrar suas novidades ao mercado nacional. Confira, a seguir, alguns dos destaques do espaço.

Alimentos

A Caldo Bom é uma empresa do Paraná que busca consolidar os planos de expansão para o Sudeste. O feijão, carro-chefe da empresa que conta com mix de 160 itens, é o mais vendido no estado há nove anos e também se posiciona como a quinta marca mais comercializada no Brasil.

A empresa lançou uma linha de produtos para não ficar apenas no comércio da commodity. São farofas prontas, pipocas de micro-ondas, refeições semiprontas, polentas, purês, misturas para bolo, temperos e massas instantâneas, além de itens mais saudáveis, como cereais com chia e linhaça. “Estamos fazendo um trabalho de adequação às demandas do consumidor por produtos com menos sódio”, contou o gerente de planejamento da empresa, Mateus Stival. Para ele, o grande desafio é transferir a força que ela tem no mercado de feijão para uma linha mais ampla, seguindo o mesmo padrão de qualidade.

Já a Korin, empresa que trabalha com alimentos orgânicos, lançou durante o evento frangos e ovos produzidos sem o uso de transgênicos. Trata-se de uma nova linha de aves criadas dentro dos métodos da Korin, com alimentação à base de grãos convencionais. A previsão da empresa é produzir 720 mil aves por ano, que usarão como ração, aproximadamente, 1,2 mil toneladas de milho e 730 toneladas de soja convencionais.

A Netto Alimentos, uma das maiores processadoras de ovos da América Latina, levou ao evento a sua linha de preparados para omeletes pasteurizados e resfriados, o ovo líquido integral pasteurizado e os ovos desidratados, produzidos a partir de aves criadas sem gaiolas, o que garante bem-estar animal dentro das mais modernas normas do setor avícola. Essas aves são abrigadas com áreas de repouso e espaço adequado para suas manifestações naturais.

Entre as novidades apresentadas pela Bem Brasil, estão a batata caseira pré-cozida em pedaços ou inteira e a batata doce congelada. Os novos formatos garantem praticidade, versatilidade e agilidade para os consumidores.

A empresa, que produz 200 mil toneladas de batata pré-frita congelada e comercializa 40 tipos de cortes, tem planos de diversificar o mix de produtos nos próximos anos. “Há muito a ser explorado, tanto em novos produtos como na expansão do consumo que, no Brasil, ainda é muito baixo, em torno de 2,2 quilos por habitante por ano. Na Europa, o consumo é de 15 quilos e, nos Estados Unidos, 17 quilos”, disse o diretor da empresa, José Emilio Rocheto.

A Teixeira, que passou por um período de reestruturação, voltou à APAS Show depois de nove anos. Com 40 itens em seu portfólio, a empresa é reconhecida pela linha de queijo ralado, criada em 1962, que virou praticamente sinônimo do produto. “Relançamos a manteiga há dois anos. Esse produto vem crescendo muito; estamos lançando a versão light e, em breve, em tablete e em lata”, contou o diretor da empresa, Solon Teixeira de Rezende Neto.

A Mezzani, que produz massas frescas em Bauru (SP), apresentou sua linha de pratos prontos congelados, o nhoque de mandioquinha recheado com carne-seca, a farofa pronta e a pizza integral. Criada em 1946 pelo imigrante japonês Nobuji Nagasawa, para fabricar macarrão japonês, a Mezzani está em constante inovação. “Percebemos que havia demanda por itens congelados produzidos de maneira mais artesanal, que facilitam o dia a dia do consumidor”, contou a neta do fundador e diretora da empresa, Cintya Nagasawa.

Já a Nutribras, do Mato Grosso, é pioneira na produção brasileira de carne suína autossustentável e apresentou seus cortes, como picanha, panceta, linguiças, presuntos e bacon, entre outros. Com capacidade para abater e processar três mil suínos por dia, possui rigorosos padrões sanitários e de sustentabilidade. A Nutribras planta os grãos, fabrica a ração, cria e engorda os suínos e ainda usa os dejetos animais na fertirrigação das lavouras. “Levamos nossa produção para todos os estados brasileiros”, contou Luiz Henrique Teles, gerente de marketing da empresa.

A Flormel é líder em sobremesas saudáveis e conta com 98 produtos em seu portfólio. A empresa levou uma linha de latas presenteáveis com doces, como chocolate belga e doce de leite sem lactose. “Há, também, uma linha de bolinhos, focada no público infantil, feitos com óleo de coco integral, sem adição de açúcar nem corantes”, disse a gestora nacional de negócios da empresa, Tania Veronez. A empresa vem ganhando espaço no mercado brasileiro por não usar açúcar em nenhuma de suas formulações.

Balas e chocolates

A Hershey’s está completando 20 anos no Brasil e resolveu comemorar a data e o bom desempenho registrado nos últimos anos. Motivos não faltam: a empresa registrou crescimento de 18% no Brasil em 2016 e manteve o ritmo de aumento das vendas de dois dígitos em 2017. “Estamos muito felizes com nossa atuação no país, onde continuamos crescendo no primeiro trimestre de 2018”, comemorou o gerente geral da empresa, Marcel Sacco, que levou para o evento novidades para diversas situações de consumo de chocolates fora do lar, como as barras de chocolate com cranberry, laranja e café.

A Fini também apresentou novidades no evento: as balas emoji, os tubes de churros e os marshmallows de cappuccino. “A APAS Show se tornou uma vitrine muito importante para a empresa e todo ano trazemos os nossos grandes lançamentos para o evento”, disse o gerente de comunicação da empresa, Luís Henrique Ferreira.

A Docile, que também trabalha com balas, lançou a linha de regaliz, bala de gelatina recheada, nas versões canudinho e tirinha, com dez opções de embalagens. “Nosso ponto forte é que temos uma linha de produtos de qualidade, com diversos tipos de embalagens, em cores únicas”, disse Ricardo Heineck, diretor da empresa, que está reavaliando a arquitetura de marcas para obter mais consistência no mercado nacional.

Já a Peccin levou como destaque para o evento o lançamento do Trento Bites e do Trento Massimo Paçoca, novos formatos e sabores da marca de chocolate Trento. Destaque também para as balas Blong Ice TuttiMenta, que vem enriquecer a reconhecida linha de doces da companhia, que aposta no bom desempenho do segmento ao longo de 2018, período em que projeta aumentar em 15% o faturamento no Brasil.

Produtos de limpeza

A Anhembi, proprietária das marcas Super Candida e Qboa, levou importantes lançamentos para a APAS Show 2018. “Queremos consolidar a empresa como fabricante de produtos para limpeza e não apenas de água sanitária”, disse o diretor de operações da empresa, Renato Borducchi. A Anhembi apresentou limpadores multiúsos e amaciantes com novas embalagens e fragrâncias. O mercado de limpeza, em geral, cresceu 12% em 2017 e a marca de água sanitária da empresa registrou crescimento ainda maior, de 21% na Grande São Paulo. “É um ótimo momento para apresentarmos a expansão de nosso portfólio, com as linhas de multiúso e amaciante”, afirmou.

Bebidas

A OQ Bebidas mantém uma área de mil hectares de cultivo de frutas 100% irrigada em Pernambuco, de onde exporta manga e uva. Há quatro anos, investiu na instalação de uma agroindústria e criou a marca OQ de sucos naturais, que opera com suco de uva integral, água de coco 100% natural e a água de coco com frutas, que se posiciona como isotônico natural. “Trouxemos a água de coco 100% natural envasada em garrafa de vidro”, contou o gerente nacional de vendas, Sidney Tavares. Para ele, o mercado de sucos naturais tem crescido porque o brasileiro passou a ler mais o rótulo dos produtos.

Este foi o primeiro ano do suco Prats na APAS Show. Fabricado por uma empresa familiar que começou suas atividades com a produção de mudas de laranja e suco para exportação, trata-se de um produto integral, comercializado nos sabores laranja, uva, goiaba e limonada. “Estamos presentes em dez estados e vamos, ainda neste ano, começar a vender para o Nordeste, pois inauguramos uma linha de envase asséptico, que aumentou o tempo de vida do nosso suco para até 120 dias”, disse o gerente da empresa, Marcos Genaro.

A Pitú, que está comemorando 80 anos e é líder do mercado nordestino, estreou na APAS Show. A empresa de origem familiar ampliou a capacidade de estocagem para assumir de maneira direta a distribuição de bebidas para todo o Brasil. Com o intuito de se apresentar como fábrica nordestina, a marca levou a latinha temática dos 80 anos. “A Pitú quer se aproximar das regiões Sul e Sudeste, pois compramos a aguardente bruta de diversas destilarias e investimos em qualidade. Por isso, somos certificados pela ISO 9000”, contou o diretor comercial da empresa, Alexandre Ferrer. Há mais de 10 anos a Pitú deixou de ser indústria de cachaça para ser indústria de bebidas.

Infraestrutura

A Metalúrgica D7, empresa com 11 anos de mercado, é especialista em varejo e tem como carro-chefe as gôndolas personalizadas de linha seca. Foi apresentada uma vitrine em 3D, feita com um holograma, que pode ser alugada ou comprada. “Temos um departamento de criação que desenvolve tecnologia para diversos pontos da loja”, contou o técnico comercial da empresa, Luiz Carlos Giusti. “Um exemplo é o sistema de telas nas gôndolas, que é acionado com a presença do cliente. Outro é o carrinho inteligente, onde é possível descarregar a lista de compras. Os preços vão sendo somados na tela, indicando o valor total da compra antes mesmo de chegar ao caixa”, completou. O carrinho também lê o código de barras e as informações essenciais do produto.

Já a empresa Superfrio, criada a partir da demanda por pequenos trabalhos de reformas e ajustes nas lojas, ofereceu soluções completas para refrigeração. “A grande tendência é a reforma das gôndolas refrigeradas, que recebem portas a fim de potencializar a refrigeração dos alimentos, bem como o uso do gás XP40, que é mais amigo do meio ambiente”, disse o gerente comercial da empresa, Edgar Trevisan.

Cosméticos

A empresa Inoar foi mais uma das que estrearam na APAS Show 2018. Com forte presença em perfumarias, os produtos da Inoar estarão disponíveis em supermercados e farmácias a partir de junho. Com um portfólio de 300 itens, a empresa mostrou os lançamentos ao varejo: xampus (500 ml) e condicionadores (250 ml) da linha Argan Infusion. “Queremos ampliar nossa presença nas gôndolas; por isso, desenvolvemos uma linha específica para o segmento. Entramos com produtos já existentes, mas agora queremos mostrar todo o potencial e qualidade da Inoar para o cliente do supermercado”, afirmou o gerente comercial da marca, Osvaldo Gonçalves.

A Salon Line, empresa que trabalha há 26 anos com perfumarias, também começou a fornecer para o segmento varejista neste ano. “Pensamos na comodidade do cliente, que pode comprar os produtos cosméticos junto com os demais itens”, disse o diretor de marketing da empresa, Roberto Moreira. Com uma linha de 500 itens, incluindo desde produtos de tratamento até itens para coloração, a Salon Line ficou conhecida pelas soluções para cabelos cacheados e crespos. “Trouxemos para a APAS Show extensões de marcas já existentes e a linha de produtos para cabelo liso”, disse a gerente de produto da empresa, Gabriela Maretti.

A Muriel também está ampliando a penetração no canal alimentar e levou dois lançamentos do Umidilizz Babosa, para hidratação, além do Bamboo Liz, para abertura de cutícula e tratamento do cabelo sem química. “Apesar dos períodos de crise registrados nos últimos dois anos, a mulher não deixou de se cuidar”, avaliou a gerente de marketing da Muriel, Erica Geraldini. A marca registrou crescimento acima do projetado já em 2017.


menu
menu