Dia das Crianças deve impulsionar vendas no varejo

Dia das Crianças deve impulsionar vendas no varejo

Os empresários de Belo Horizonte (MG) estão otimistas para a chegada do Dia das Crianças (data comemorada em 12 de outubro), com mais de 80% deles apostando em vendas iguais ou melhores do que as registradas em 2016. As informações são de uma pesquisa realizada pela área de Estudos Econômicos da Fecomércio MG.

O período impacta 35,3% do comércio varejista da capital mineira, dando destaque para os segmentos de brinquedos, jogos, vídeos, eletrônicos, vestuário, calçados, artigos esportivos, lazer e outros.

Conforme apontou o estudo, os principais motivos para a boa expectativa são: novos produtos (23,7%), otimismo/esperança (18,4%), melhor percepção do mercado (18,4%) e valor afetivo da data (14,5%).

Promoções e liquidações serão as principais medidas para atrair os clientes (48,5%), além de propaganda (23,9%) e de ações para ampliar a visibilidade da loja (11,2%).

Neste ano, os clientes pretendem gastar menos em relação ao Dia das Crianças de 2016, com 70,2% dos consumidores não ultrapassando a faixa dos R$ 100. Segundo o levantamento, os itens mais procurados serão: brinquedos (53,2%) e roupas (23,2%). Livros possuem 5,2% das intenções de compra, passando de nono para terceiro lugar no ranking de presentes preferidos para as crianças.

A principal forma de pagamento será à vista (82,6%), em dinheiro ou cartão de débito. As lojas de shopping devem ser as mais procuradas para serem realizadas as compras (31,2%).


menu
menu