Crescimento do PIB Agro cai para 1,9%

Crescimento do PIB Agro cai para 1,9%

O agronegócio brasileiro deve crescer 1,9% em PIB-volume em 2018, conforme dados de janeiro a maio de 2018, analisados pelo Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, em parceria com a CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil).

No entanto, segundo o estudo, as projeções de alta do agronegócio para o ano foram reduzidas em comparação ao relatório realizado no primeiro quadrimestre, devido, principalmente, ao menor crescimento estimado para a agroindústria neste ano.

O setor, no geral, tem evoluído desde o segundo semestre de 2017. Porém, pesquisadores indicaram que devido à economia brasileira mostrar sinais pouco expressivos de recuperação, a reação acaba sendo menos abrangente.

De acordo com informações do portal Feed&Food, outro fator que influenciou na mudança de perspectiva foi o tabelamento de fretes, decorrente da greve dos caminhoneiros. Segundo cálculos do Cepea, com base nas matrizes insumo-produto do IBGE, o setor é o mais vulnerável a esse aumento, dado que consome cerca de 42% de todos os serviços de transporte do país.

Desse modo, o impacto da implementação do tabelamento de fretes deverá atingir de forma direta a população brasileira, já que, na medida em que tende a diminuir o preço ao produtor rural, resulta em aumentos de valores no varejo.


menu
menu