Consumo de refrigerante no lar apresenta queda

Consumo de refrigerante no lar apresenta queda

Nos últimos três anos, os brasileiros diminuíram em 8% a frequência de compra de refrigerante na hora de abastecer seus lares. De acordo com dados da Kantar Worldpanel, da média de 23 compras realizadas no ano em 2015, os shoppers reduziram duas idas ao ponto de venda em busca dos produtos na comparação com 2018 – ano móvel de setembro de 2018 ante setembro de 2015.

Além disso, houve queda de 7% no volume comprado em cada ocasião. Segundo a empresa, a mudança dentro do lar tem explicação na dinâmica de consumo fora de casa. De forma muito alinhada à tendência global, no Brasil 58,4% do gasto com a categoria é realizado longe do domicílio.

O estudo da Kantar Worldpanel mostrou que nos últimos 12 meses acumulados (julho de 2018), o consumo fora do lar trouxe 2,5% de penetração incremental. Na medida em que analisamos períodos mais curtos como, por exemplo, 6 meses acumulados, o incremento dobra de proporção. E, por fim, no mês de julho de 2018 o consumo fora do lar foi capaz de atrair 19,6% de penetração incremental. Ou seja, quase 20% da população domiciliar consumiu a categoria exclusivamente fora do lar no mês em questão.

A análise levou em conta sete Regiões Metropolitanas (São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Recife, Fortaleza, Curitiba e Porto Alegre).


menu
menu