Consumo de marcas próprias aumenta 15,6%

Consumo de marcas próprias aumenta 15,6%

No último ano, os lares brasileiros aumentaram o consumo de marcas próprias em 15,6%, como aponta pesquisa realizada pela Nielsen, empresa de pesquisas de mercado, que utiliza metodologias próprias.

Os produtos de marca própria contam com preços, em média, 25% inferiores às tradicionais, além de não terem custo comercial, pois não possuem investimento em publicidade.

Atualmente, esse tipo de marca está presente em 64,9% dos lares, sendo que 48% desse crescimento é formado por novos consumidores. Dessa forma, ocorreu elevação de 28% do número de itens de marcas próprias comercializados nos mercados.

“Em 2016, foram lançadas 58 novas marcas próprias, sendo 51 delas de varejistas regionais, o que corresponde a 2.190 novos produtos, distribuídos em 148 categorias”, afirma o coordenador de atendimento da Nielsen, Jonathas Rosa.

“Para os varejistas que as detêm, é preciso que invistam em um posicionamento de destaque no ponto de venda, de modo a agregar valor ao produto”, declarou a presidente da Associação Brasileira de Marcas Próprias e Terceirização (ABMAPRO), Neide Montesano. “Já para o consumidor é a possibilidade de adquirir um produto de qualidade por preços justos; ou seja, todos ganham”, concluiu.


menu
menu