Comércio tem alta de 1,5% em setembro

Comércio tem alta de 1,5% em setembro

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, registrou acréscimo de 1,5% em setembro ante o mês de agosto na análise com ajuste sazonal, segundo indicam os dados apurados pela Boa Vista SCPC.

Na avaliação acumulada em 12 meses, outubro de 2016 até setembro de 2017 frente ao mesmo período do ano anterior, houve queda de 2,1%, aumento de 0,7 p.p. em relação aos valores obtidos em agosto, mantida a base de comparação. Já na avaliação no comparativo com setembro do ano passado, houve aumento de 5,5%.

Depois de dois anos de retração, desde novembro de 2016, o indicador do comércio esboça recuperação gradual quando observado na aferição acumulada em 12 meses. Com uma mudança de cenário que inclui redução de juros, expansão do crédito, melhoria dos níveis de renda, diminuição do desemprego entre outras variáveis, espera-se que esta reação continue pelos próximos meses, retomando patamares positivos das vendas varejistas.

Na análise mensal, dentre os principais setores, o de móveis e eletrodomésticos apresentou alta de 2,8% em setembro, descontados os efeitos sazonais. Nos dados sem ajuste sazonal, a variação acumulada em 12 meses foi de -2,5%.

Já a categoria de tecidos, vestuários e calçado caiu 0,8% no mês, sem levar em consideração os efeitos sazonais. Na comparação da série sazonal, os dados acumulados em 12 meses registraram recuo de 4,8%.

A atividade do setor de supermercados, alimentos e bebidas subiu 0,5% no mês na série dessazonalizada. Na série sem ajuste, a variação acumulada permaneceu estável, ou seja, sem alteração.

E no segmento de combustíveis e lubrificantes houve queda de 1,2% em setembro considerando dados dessazonalizados, enquanto na série sem ajuste, a variação acumulada em 12 meses apresentou negativa de 3,3%.


menu
menu