Com nova plataforma, Carrefour inicia e-commerce de alimentos

Com nova plataforma, Carrefour inicia e-commerce de alimentos

Por Nathalie Gutierres

Investindo no omnichannel, tema em alta no varejo atual, o Carrefour acaba de lançar nesta segunda-feira (09/10) o Meu Carrefour, plataforma que concentra os serviços de varejo da empresa em um único programa de benefícios e dá início à venda on-line de alimentos.

O Carrefour terá aquilo que a companhia chama de “visão 360o” do consumidor por meio da plataforma e, assim irá acompanhá-lo onde ele esteja, na loja física ou no e-commerce. Dessa forma, a proposta é criar uma integração única do consumidor, proporcionando experiência diferenciada para o cliente que usa diversos formatos da varejista, possibilitando o desenvolvimento de estratégias de venda mais assertivas por meio de ações personalizadas.

Para o programa de descontos compreendido na plataforma, a rede destaca que privilegiou a facilidade de acesso. Isso significa que, para participar das ofertas sinalizadas no PDV apenas para o cliente que faça parte do programa, basta informar o CPF no momento da compra e não é necessário fazer um cadastro no programa para obter os descontos. E é então a partir do CPF que a companhia faz a identificação dos clientes e de seus hábitos de compra.

E diferente de outros programas existentes no mercado, o recurso não exige a utilização do aplicativo no celular para usufruir das promoções. “Não queríamos dependência de app para que os clientes usufruíssem dos descontos”, destacou a diretora de marketing da rede , Silvana Balbo. E então, além do app, o que a rede promove a partir de agora é a participação na plataforma para a obtenção de descontos a partir de totens (os dispositivos serão disponibilizados nos 103 hipermercados espalhados pelo Brasil e a flagship da rede, na rua Pamplona, em São Paulo já apresenta essa ferramenta) e direto no checkout.

Apesar de não ser limitador para que os clientes obtenham os descontos, o app é uma grande aposta da rede supermercadista. “O app ajuda o cliente a montar a lista de compras e a economizar em qualquer compra com o CPF”, contou o gerente de e-commerce alimentar do Carrefour, Daniel Viana. “Tudo foi desenvolvido focado em velocidade na elaboração da lista de compras, por meio do histórico de compras”, discorreu Viana.

O e-commerce

E é apenas por meio do app que a rede francesa estreia no e-commerce alimentar no mercado brasileiro. O início das atividades está restrito a 200 bairros da capital paulista, compreendendo as zonas central, oeste e sul da cidade de São Paulo. O serviço disponibiliza ao cliente mais de 6.000 produtos alimentares e oferece entrega na casa do consumidor a ser realizada no dia seguinte à compra, das 7h às 21h. Segundo a companhia, a expansão do serviço on-line será gradual ao longo dos próximos meses para os demais bairros da cidade para, posteriormente, seguir para todo o país.

Primeira dark store do Carrefour

Para a viabilização do e-commerce, o Carrefour investe nas dark stores, ou seja, lojas focadas para a operação on-line e que não são destinadas ao consumidor final. Esse tipo de loja funciona como centro de distribuição, cuja operação é exclusiva e dedicada a essa finalidade, com localização privilegiada dentro de grandes centros urbanos. A primeira unidade nesse formato é uma antiga loja no formato hipermercado da bandeira Carrefour, localizada na zona sul da capital paulista, que foi descontinuada e se converteu nesse modelo de negócio.

Sem informar o número de colaboradores envolvidos para separar os pedidos do e-commerce via app, a companhia adianta que vários dos processos serão automatizados, o que deverá agilizar os processos para que o cliente receba em casa suas compras.


menu
menu