China lidera importação de carne bovina do Brasil

China lidera importação de carne bovina do Brasil

A China está perto de representar 50% das exportações de carne bovina in natura e processada. De acordo com a Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo, Curitiba/PR), o mercado chinês, por meio das importações diretas pelo continente somadas às que entram por Hong Kong, efetuou compras de mais de 171 toneladas no primeiro trimestre deste ano, o que representa 46,1% dos embarques nacionais.

Até março do ano passado as vendas para o país representaram 35,8%. Neste ano, os números do período chegaram a 393.083 toneladas exportadas. Um crescimento de 19% em quantidade e de 21% na receita em relação a 2017.

Segundo informações do portal feed&food, outros mercados importantes para o balanço nacional são Egito e Chile. Os egípcios, que fortemente retomaram as compras do produto, exportaram 47.842 toneladas contra apenas 15.004 em março do ano anterior. Já o Chile praticamente duplicou o volume importado. No ano passado foram 12.592 toneladas frente às 23.888 de março de 2018.

As operações deflagradas pela Polícia Federal também têm gerado reflexo no número de exportações, principalmente para a União Europeia e Estados Unidos. As expectativas são de que o mercado russo volte a embarcar do Brasil ainda no primeiro semestre de 2018.

Na ano passado, a Rússia decretou a suspensão das importações de boi e porco, após encontrar o aditivo alimentar ractopamina (que quando administrado a suínos, aumenta a carne magra da carcaça) em alguns embarques. Para ler a notícia na íntegra clique aqui.


menu
menu