Cheques sem fundos apresentam menor percentual em maio

Cheques sem fundos apresentam menor percentual em maio

O percentual de devoluções de cheques, pela segunda vez, por insuficiência de fundos, foi de 2,04% em relação ao total de cheques compensados em maio, como apontou o Indicador Serasa Experian de Cheques sem Fundos. A taxa é a menor registrada em 2018 e, também, a mais baixa para o período desde 2011, quando o número foi de 2% de devoluções.

No acumulado do ano, o indicador atingiu a marca de 2,02%, queda ante o número registrado no período de janeiro a maio de 2017,  que foi de 2,18%.

Em maio, foram 754.343 cheques devolvidos e 36.889.100 cheques compensados. O mesmo período do ano anterior totalizou 958.819 cheques devolvidos e 44.575.586 cheques compensados.

Nas regiões, entre janeiro e maio deste ano, o Nordeste ficou na liderança, com 3,85% de cheques devolvidos, enquanto o Sul apresentou o menor percentual de devoluções no período, com 1,68%. Entre os estados, o Amapá segue no topo do ranking de cheques sem fundos, com 15,13% de cheques devolvidos. Já Rondônia teve a menor taxa de devoluções: 1,56%.

Na região Norte, a devolução de cheques em maio de 2018 foi de 3,40% do total de cheques compensados, menor que o número registrado no mês anterior, quando o percentual foi de 3,56%, e menor que os 4,13% registrado em abril do ano passado.

Já no Sudeste, a devolução em maio deste ano foi de 1,77% do total de cheques compensados, menor que a devolução de 1,80% registrada em abril. Em maio do ano anterior, a devolução de cheques pela segunda vez por falta de fundos na Região Sudeste havia sido de 1,81% do total de cheques compensados.

Por fim, no Centro-Oeste, a devolução de cheques em maio deste ano foi de 2,56% do total de compensados, menor que a devolução de 2,57% registrada em abril. Em maio do ano anterior, a devolução de cheques pela segunda vez por falta de fundos na região havia sido de 2,75% do total de cheques compensados.


menu
menu