Autoridade francesa investiga aliança entre grandes varejistas

Autoridade francesa investiga aliança entre grandes varejistas

A Autoridade da Concorrência francesa anunciou que irá abrir um inquérito à aliança entre os grupos Auchan, Casino, Metro e Schiever, assim como ao acordo entre o Carrefour e a System U e Tesco.

Segundo informações do portal português Hipersuper, a entidade informou que já notificou as empresas. “A Autoridade francesa decidiu reforçar suas investigações sobre cada um destes acordos, um inquérito com o intuito de avaliar o impacto concorrencial destas alianças, em mercados relevantes, sobre os fornecedores e sobre os consumidores”, mencionou a entidade em comunicado.

De acordo com as leis locais, nos termos do artigo L. 462-10 do Código Comercial, introduzido em 2015 pela lei de crescimento, atividade e igualdade de oportunidades econômicas (lei Macron), qualquer acordo entre empresas que operam uma ou mais lojas de varejo de bens de consumo ou aqueles envolvidos no setor de distribuição, como um centro de referência ou compra, e cujo objetivo é negociar coletivamente a compra ou referência de produtos ou a venda de serviços aos fornecedores, quando certos limites de volume de negócios são cumpridos devem ser comunicados à AMF pelo menos dois meses antes da sua implementação.

Estes acordos entre os grupos Auchan, Casino, Metro e Schiever, por um lado, e os grupos Carrefour e Système U, por outro lado, são diferentes dos acordos assinados em 2015 pelo seu escopo mais amplo, incluindo um componente internacional, e porque incluem não apenas produtos de marca nacional (MDF), mas também produtos de marca própria (MDD).

O regulador justifica a abertura deste inquérito devido à componente internacional dos acordos, acrescentando que a investigação incide sobre grande parte dos produtos de consumo comercializados pelos grandes retalhistas, tais como os produtos alimentares, de higiene e têxteis.

Com estas alianças, as companhias pretendem ter uma margem maior sobre os preços com o intuito de aumentarem sua competitividade e manterem margens de lucro.


menu
menu