Alibaba reduz previsão de receita anual

Alibaba reduz previsão de receita anual

Influenciada pela tensão comercial entre Estados Unidos e China, a Alibaba reduziu a previsão da receita anual. Agora, os valores giram em torno de ¥ 375 e ¥ 383 bilhões – yuans ou renminbi é o nome da moeda chinesa – (€ 47,64 e € 48,66 bilhões, respectivamente), o que significa uma redução de 4% a 6% do que havia sido estimado, enquanto o crescimento da rede também diminuiu e atingiu o nível mais baixo já registrado desde 2016.

Em uma conferência com analistas, o grupo falou que a oscilação econômica pode ter forte influência sobre as grandes compras e atrasar a monetização dos sites. “Dadas as atuais condições macroeconômicas, decidimos recentemente não monetizar, em curto prazo, os estoques gerados pelo crescimento dos utilizadores”, declarou o grupo em comunicado.

Esta decisão aconteceu antes do “Dia dos Solteiros”, que acontecerá no dia 11 de novembro. Este evento, que a própria Alibaba criou e que se tornou o evento comercial mais importante do mundo, registou uma faturação de mais de US$ 25 bilhões para a empresa no ano passado.

O crescimento das vendas está ligado à guerra comercial na qual o EUA já sente os reflexos de comportamentos chineses. O desaceleramento no mercado afetou a venda de eletrônicos e principalmente celulares.

Apesar dessa queda, a gigante varejista teve uma receita líquida de ¥ 20 bilhões (cerca de ¥ 6,78 por ação), 84% das vendas totais da Alibaba foram pelo comércio online e tiveram um crescimento de 56% no trimestre encerrado em setembro. A receita da cloud cresceu 90,5% e 24% em entretenimento e imprensa digital.


menu
menu