Agronegócio registra queda de 17,4% em exportações em 2018

Agronegócio registra queda de 17,4% em exportações em 2018

O agronegócio em São Paulo registrou, no ano passado, um saldo de US$ 16,41 bilhões em exportações e importações de US$ 4,92 bilhões, o que resultou em um superávit de US$ 11,49 bilhões, 17,4% menor que o obtido em 2017, de acordo com o Instituto de Economia Agrícola (IEA), instituição de pesquisa da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

Os pesquisadores do IEA, José Alberto Angelo, Carlos Nabil Ghobril e Marli Dias Mascarenhas Oliveira, enfatizaram que o montante é fundamental para o equilíbrio das contas do Estado. Entre os principais destinos, a China aparece como líder com 17,4% de participação, ultrapassando a União Europeia, com 17,2%. Na sequência aparecem os EUA, com 11,9%, Hong Kong com 3,1% e Irã com 2,8%.

Segundo o portal feed&Food, a China importa principalmente produtos do complexo soja e carnes. Entre os principais estão as carnes com US$ 2,13 bilhões e a soja com US$1,72 bilhão que vem ganhando cada vez mais relevância na pauta de exportações do Estado, com aumento de 29%, em 2018.

Já a balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 58,66 bilhões, no ano passado, com exportações de US$ 239,89 bilhões e importações de US$ 181,23 bilhões. Na análise por setor, as exportações do agronegócio aumentaram 5,9% ante 2017, alcançando US$ 101,69 bilhões, 42,4% do total nacional.

As importações se mantiveram praticamente estáveis no período, uma baixa de 0,8%, totalizando US$ 14,04 bilhões, o que representou 7,7% do total nacional. O superávit foi de US$ 87,65 bilhões, sendo 7,1% superior na comparação com 2017. Ao analisar a série histórica – desde 1997 – é possível observar que as exportações e o saldo comercial dos agronegócios foram os que registraram elevações expressivas para o período em questão.


menu
menu